Pessoas que gostam disto

Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

Mais uma medida de "protecção" à familia

 

 

No seguimento da filosofia que já havia sido seguida em relação ao Abono de Família e ao Complemento Solidário para Idosos, isto é, transferir para as famílias grande parte dos encargos com as prestações sociais , o Governo assinou no passado mês de Julho, com a CNIS (organização representativa das IPSS) o protocolo anual de cooperação para 2008, desta vez sem a pompa e circunstância habituais nos actos do governo, de tal forma que quase passou despercebido à maioria dos órgãos de comunicação social (eles lá sabem porquê!).

 

Para já, e para este ano, apenas a valência de lar de idosos será abrangida por esta medida. No entanto a mesma será aplicada progressivamente a todas as respostas sociais.

 

A novidade é que, nos lares das IPSS, onde os idosos pagavam de acordo com os seus rendimentos, os mesmos passarão a pagar de acordo com um valor de referência(756,11 €) que até pode ser elevado até 125% deste valor (945,13).

 

Para este valor contribuirão os idosos com um valor equivalente a uma percentagem da sua reforma (85%) , a segurança social com um valor fixo por utente, independente dos seus rendimentos (338,51) , sendo o resto suportado pelos descendentes em 1º grau.

 

Assim, para todos os idosos que tenham reformas inferiores a 606,62 € , terá sempre que haver uma comparticipação dos descendentes.

 

Como não é difícil presumir que a maioria dos idosos que recorrem aos lares das ipss têm na sua maioria rendimentos inferiores a este valor, o melhor é mesmo começar já a fazer contas.

 

Imaginemos por exemplo uma reforma dos antigos trabalhadores rurais (que são os que, no fundo, mais recorrem a este tipo de lares) com uma reforma de 210,00 € o seguinte:

 

Comparticipação do idoso

Comparticipação da S.Social

Comparticipação Descendentes

210,00 € X 0,85= 178,50 €

338,51 €

945,13€-178,5€-338,51€= 428,12 €

 

 

De notar que a este valor muitas instituições acrescentam ainda 2/12 referentes aos meses dos subsídios de férias e de natal.

 

E , se em vez de um, se tratar de um casal de idosos?

 

Não é difícil imaginar que estamos em presença de valores perfeitamente impensáveis de poderem ser pagos por qualquer das famílias que habitualmente se vêm obrigadas a recorrer a este tipo de instituições, pelo que o resultado será termos de voltar a trazer os nossos velhotes para casa, como acontecia no tempo da “outra senhora”!

 

Há dias, num programa de rádio, um responsável das misericórdias afirmava a propósito da crise, que a crise era tanta que as pessoas já estavam a reter os idosos em casa porque necessitavam das suas reformas.Será que não é antes, o resultado já da previsão da aplicação desta nova medida aos utentes que entrarem nos lares a partir de Julho, isto porque aos antigos as mensalidades não podem aumentar mais que 5% ao ano?

 

O silêncio que tem rodeado a entrada em vigor desta medida faz pensar!!!

 

Será que os partidos ditos de esquerda (dos outros já nem admira!) ainda não se aperceberam do verdadeiro alcance desta medida ou não se atrevem a tocar no assunto por se tratar dos nossos “velhinhos” e falar nisso não é politicamente correcto? Ou será antes que andam tão atarefados com os “coitadinhos” dos professores que ainda não tiveram tempo para o fazer?

 

 

publicado por João Mateus às 16:06
link do post | comentar | favorito
|

Lema do Blog

Pra melhor está bem...está bem. Pra pior já basta assim!

Mais sobre Mim

Projecto Esperança

Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts Recentes

Os incêndios em Portugal

HOJE VAMOS FALAR DE POLÍT...

OU HÁ MORALIDADE OU COMEM...

A ESCRAVATURA MODERNA

RESPONSABILIDADE POLÍTICA...

EU, PECADOR, ME CONFESSO!

"Tão felizes que nós éram...

PORTUGAL O PAÍS DO TENDEN...

Os problemas da Democraci...

Os argumentos da direita ...

Arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Março 2017

Outubro 2016

Junho 2015

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Julho 2008

Novembro 2006

Outubro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Links

Viagens na Nossa Terra
Pretextos...
Ir até ao Alentejo
A Gazeta Saloia
Coutinho Afonso
Peralcovo

Visitantes

Visitantes On-Line

visitante

O Crónicas no Facebook

blogs SAPO

subscrever feeds